O que é a Radiestesia e a Radiónica?

Poucas pessoas sabem o que é a radiestesia e a radiónica. O termo radiestesia vem do latim “radius” que é radiação, e do grego “aeshtesis” que significa sensibilidade.  Tendo conhecimento que o campo energético emitido por todas as coisas possuem características diferentes (água, metal, órgão saudável, ou órgão doente) e que estamos cercados pelos mais diversos tipos de energias (Cósmicas, Telúricas, Eletromagnéticas, etc), podemos dizer que a  Radiestesia é a técnica que permite o contato com estas energias, permitindo desenvolver a sensibilidade do Radiestesista, que manifesta reações neuromusculares, que se alteram quando submetidas as diversas formas de radiação (Sutis ou Contundentes), resultando em uma contração ou relaxamento em nossos músculos. Pelo que a radiestesia consiste em sentir, captar e transmitir radiações de um objeto usando um pêndulo ou um outro aparelho para identificar e amplificar vibrações por meio dos movimentos. E o conceito de radiónica, surgiu no início da década de 1900, impulsionado por Albert Abrams e é a ciência que estuda os campos de interação entre as pessoas, os seus ambientes e os processos energéticos envolvidos, reconhecendo que a matéria, a energia e a mente estão perfeitamente interligados. Sendo muito utilizada no tratamento de doenças para reequilibrar o sistema energético, resume-se na capacidade de emitir e transmutar radiações por meio de instrumentos elétricos, mecânicos e eletrónicos. Resumindo num atendimento de radiestesia está incluso (ou pelo menos deveria estar) a radiónica pois uma complementares a outra. 

O ser humano é formado de energia e todos os objetos e seres ao nosso redor seguem esse mesmo parâmetro. Isso significa que vibramos ondas magnéticas, o que nos faz atrair ondas similares devido aos pensamentos e aos sentimentos manifestados por nós. Tanto a radiestesia como a radiónica trabalham com a transmissão dessas energias praticamente imperceptíveis. O corpo funciona como uma espécie de antena, estamos frequentemente sintonizados respondendo tanto mentalmente quanto fisicamente as radiações que nos atingem. Neste contexto, a radiestesia e a radiónica, além de ampliarem as nossas reações podem também ser utilizadas para corrigir e identificar as fontes de transmissão das radiações nocivas existentes em qualquer ambiente.

Depois de verificar os desequilíbrios energéticos do cliente, o terapeuta pode trabalhar com a radiónica ou outras questões do cliente, identificando o tratamento mais adequado daquele momento. É comum o cliente da radiestesia optar por seguir tratamentos holísticos que vão atuar no equilíbrio e trazer melhor bem-estar. Os desequilíbrios físicos, mentais, emocionais ou espirituais das pessoas muitas vezes podem vir à tona devido a desequilíbrio energético dos ambientes. Não é à toa que a radiestesia era utilizada nos séculos passados de forma a diagnosticar a energia dos ambientes, identificando água e minerais. Os chineses já a utilizavam 2.000 anos antes de nossa era. O imperador chinês Ta-Yu, tinha reputação de ser um grande prospector de água na antiguidade e aparece em figura talhada em madeira, segurando um objeto identificado por pesquisadores como um instrumento de radiestesia. O solo e subsolo influenciam na qualidade energética da habitação, por isso é ideal aplicar a radiestesia antes da construção em equilibrar as energias do ambiente.

Podemos concluir que Radiestesia e Radiónica, são as formas mais conhecidas para a recepção, transmissão e emissão de energias, praticamente imperceptíveis, específicas para tratamentos físicos, energéticos e espirituais.
 

Principais influências para a radiestesia e radiónica:

  • Reação física para frequências e radiações universais de elementos ou combinações naturais e artificiais que existem no nosso ambiente físico.
  • Reações emocionais, condições e atitudes individuais ou coletivas.
  • Reações intuitivas que estão fora de nossa percepção de tempo, consciência e realidade.
  • Alguns equívocos a serem evitados:
  • Confundir Radiestesia com Radiónica;
  • Achar que é Radiesetsia é um sistema de diagnóstico, e Radiónica, um método de tratamento; 
  • Usar a Radiestesia como um Oráculo adivinhatório;
  • Achar que é a Radiestesia é uma forma de prever o futuro;
  • Poder usar a Radiestesia em consultas “banais”, cotidianas, corriqueiras, para apostas,  sem um fim legítimo e de necessidade.

Outro ponto importante a ressaltar é que a Radiestesia não substitui nenhum sistema tradicional de Medicina. Trata-se de uma Terapia Complementar.

Um dos diferenciais da Radiestesia, em relação à Medicina Tradicional, é que podemos realizar diagnósticos no nível energético, nos planos sutis antes de se manifestarem no corpo físico. Pois, faz uso da faculdade supra sensorial do tato, para aceder a padrões vibratórios nas mais variadas frequências, consideradas quase indetectáveis.

Podemos classificá-la em três tipos:

  1. Física;
  2. Mentalista;
  3. Cabalística.

A Radiestesia Física e Mentalista restringem-se aos planos de vibração de corpos diversos, sendo utilizada para a prospecção de materiais e análise vibracional.

Radiestesia Cabalística está mais relacionada ao campo místico, mágico e espiritual. 

Benefícios da Radiestesia e Radiónica

  1. Equilibrar os chacras e pontos energéticos de todos os corpos;
  2. Libertar as energias de auto cura;
  3. Vibrar energias positivas do corpo físico e possíveis doenças, aumentando a força e equilíbrio;
  4. Neutralizar padrões emocionais negativos, proporcionando conexão por emoções positivas;
  5. Minimizar e tratar traumas;
  6. Cuidar de relações desarmónicas em todos os âmbitos (familiar, pessoal, profissional).

Nascimento da Mesa Radiónica

A mesa radiónica surgiu inicialmente para simplificar o uso dos gráficos. Conta-se que o termo surgiu durante uma das aulas de Juan Ribaut (um dos maiores divulgadores da Radiestesia no Brasil). Ele colou na tábua de uma mesa os gráficos que estava a usar para poder mostrá-los aos seus alunos. Ao erguer a tábua da mesa para turma disse:  Temos aqui uma mesa radiónica…

Entre os presentes estava Manoel Mattos, interessado na técnica do psicogerador desenvolvido por Juan Ribot. Isso serviu de inspiração para Mattos, que criou a sua Mesa Radiónica. Posteriormente o próprio psicogerador fico sendo conhecido como a primeira mesa radiónica. Se levarmos à letra não seriam na realidade “radiónicas”, por não fazerem uso em nenhum momento de aparelhos eletrónicos. Como dependem da intenção e da capacidade de emissão da mente do operador, elas poderiam ser chamadas de psiónicas. Por razões históricas, o termo permanece.Todavia, desde as primeiras, elas são mais que uma simples coleção de gráficos. Elas são também meios não só de receber como também de emitir radiações, usando-se o pêndulo ou não. Em muitas delas são abertos portais que atingem várias dimensões além da terceira.

Em 2005 Régia Prado, a partir do trabalho de Manoel Mattos e para auxiliar o seu mestre José Marcial cria a Mesa Radiônica Quântica. A mesa transcendeu a sua função de ser um suporte ao trabalho de José Marcial e adquiriu o status de uma nova ferramenta. Em 2008, Régia Prado assume a autoria recusada pelo prof. e abre o primeiro curso on-line da “Mesa Rosa”, com os cursos online ganhou visibilidade na Europa, principalmente em Portugal.  Em 2014 vem a Portugal a convite de Mila Gonçalves para assumir a autoria da Mesa Radiónica Rosa, pois estava a se propagar no País de forma distorcida. Com essa visita apaixona-se pela Terra do seu Avô e muda-se para o nosso país em 2015. A sua mesa radiónica é a inspiração de muitas outras, portanto é comum encontrar imagens ou conceitos replicados em outras mesas.

A Mesa Radiónica Rosa evoluiu, sofrendo uma atualização com a retirada do acetato do centro da mesa que representava a era de Peixes, houve uma  reformulação com uma mudança de linguagem, de abordagem e de foco do curso. para uma forma mais aberta, onde as ferramentas passaram a ter um formato mais dinâmico. A sua função pode ser entendida como de harmonizar o interagente (a pessoa que se submete ao tratamento posto pela mesa) com seu meio ambiente, colocando-o em ordem divina. A ordem divina seria o que ´melhor para o caminho evolutivo da pessoa na Terra. Isso significa que o resultado será o que é o melhor para a pessoa numa determinada situação, visando sua evolução pessoal. A segunda atualização foi em 2019 quando ganha a versão Rosa Dourada, influência do Portal de Sírius, com pequena alteração no modo de fazer a conexão. 

Resumindo as Mesas Radiónicas são ferramentas holísticas que visam auxiliar na evolução e transformação dos seres e do planeta como um Todo, rumo a uma Nova Consciência Universal.

Se tem interesse em cuidar do corpo, da mente e do espírito, agende uma sessão de Mesa Radiónica através do Whatsapp!